O que é: Tribos de Israel e sua divisão após Salomão?

O que são Tribos de Israel?

As Tribos de Israel são um elemento fundamental na história do povo judeu. Elas representam as doze divisões que compunham a nação de Israel, descendentes dos doze filhos de Jacó, também conhecido como Israel. Cada tribo tinha sua própria identidade, território e características distintas, o que contribuiu para a diversidade e riqueza cultural do povo hebreu.

A divisão das Tribos após Salomão

Após a morte do rei Salomão, filho de Davi, as Tribos de Israel enfrentaram uma divisão que teve consequências significativas para o futuro do povo judeu. Salomão governou com grande sabedoria e construiu o Templo de Jerusalém, mas seu reinado também foi marcado por excessos e opressão, o que gerou insatisfação entre as tribos.

A divisão política e territorial

A divisão das Tribos de Israel após Salomão resultou na formação de dois reinos distintos: o Reino de Israel, composto por dez tribos, e o Reino de Judá, composto pelas tribos de Judá e Benjamim. Essa divisão política e territorial teve origem nas tensões entre as tribos do norte e as tribos do sul, que se agravaram durante o reinado de Salomão.

O Reino de Israel

O Reino de Israel, também conhecido como Israel do Norte, foi formado pelas tribos de Rúben, Simeão, Dã, Naftali, Gade, Aser, Issacar, Zebulom, Efraim e Manassés. Esse reino teve como sua primeira capital a cidade de Siquém e posteriormente foi transferida para Samaria. O Reino de Israel teve uma história turbulenta, marcada por conflitos internos, idolatria e influências estrangeiras.

O Reino de Judá

O Reino de Judá, também conhecido como Judá do Sul, foi formado pelas tribos de Judá e Benjamim. Sua capital era Jerusalém, onde estava localizado o Templo construído por Salomão. O Reino de Judá manteve uma linha de reis descendentes de Davi e teve uma história mais estável em comparação ao Reino de Israel. No entanto, também enfrentou desafios, como invasões estrangeiras e a ameaça de destruição.

A influência dos profetas

Durante o período de divisão das Tribos de Israel, os profetas desempenharam um papel importante na orientação e advertência ao povo. Profetas como Elias, Eliseu, Isaías, Jeremias e Ezequiel foram enviados por Deus para transmitir mensagens de arrependimento, esperança e advertência aos reinos de Israel e Judá. Suas palavras influenciaram o curso da história e a espiritualidade do povo judeu.

A queda do Reino de Israel

O Reino de Israel enfrentou um destino trágico. Devido à sua idolatria e infidelidade a Deus, o reino foi invadido pelos assírios em 722 a.C. A maioria das tribos do norte foi levada para o exílio e assim se perdeu para a história. Essa tragédia ficou conhecida como o Cativeiro das Dez Tribos de Israel e marcou o fim do Reino de Israel.

A sobrevivência do Reino de Judá

O Reino de Judá conseguiu sobreviver por mais tempo do que o Reino de Israel. No entanto, também enfrentou ameaças e invasões, especialmente por parte dos babilônios. Em 586 a.C., Jerusalém e o Templo foram destruídos e grande parte da população judaica foi levada para o exílio na Babilônia. Esse período ficou conhecido como o Cativeiro da Babilônia.

O retorno do exílio e a reconstrução

Após o exílio na Babilônia, alguns judeus retornaram à terra de Judá e iniciaram o processo de reconstrução. O Templo foi reconstruído e Jerusalém voltou a ser a capital do povo judeu. No entanto, as Tribos de Israel nunca mais foram reunificadas como antes. A divisão entre as tribos do norte e as tribos do sul se tornou uma parte permanente da história do povo judeu.

O legado das Tribos de Israel

O legado das Tribos de Israel é de extrema importância para a identidade e história do povo judeu. Cada tribo tinha suas próprias características, tradições e territórios, o que contribuiu para a diversidade cultural e religiosa do povo hebreu. Mesmo após a divisão e dispersão das tribos, a memória das doze tribos permanece viva na tradição judaica e na consciência coletiva do povo judeu.

Conclusão

Em resumo, as Tribos de Israel representam as doze divisões que compunham a nação de Israel. Após a morte de Salomão, as tribos se dividiram em dois reinos: o Reino de Israel e o Reino de Judá. Cada reino tinha suas próprias características e enfrentou desafios distintos. A influência dos profetas foi significativa durante esse período de divisão. O Reino de Israel foi invadido pelos assírios e as tribos do norte foram levadas para o exílio. O Reino de Judá sobreviveu por mais tempo, mas também foi invadido e grande parte da população foi levada para o exílio na Babilônia. Após o retorno do exílio, as Tribos de Israel nunca mais foram reunificadas, mas seu legado permanece vivo na história e identidade do povo judeu.