O que é: Símbolos proféticos no livro de Zacarias?

O que são símbolos proféticos no livro de Zacarias?

No livro de Zacarias, encontramos uma série de símbolos proféticos que são utilizados para transmitir mensagens e revelações divinas. Esses símbolos são representações visuais que possuem um significado mais profundo e são utilizados para transmitir verdades espirituais e proféticas. Neste glossário, iremos explorar alguns dos principais símbolos encontrados no livro de Zacarias e entender o seu significado.

O cavalo vermelho

Um dos símbolos mais proeminentes no livro de Zacarias é o cavalo vermelho. Este cavalo é mencionado no capítulo 1, versículo 8, e é descrito como “um cavalo vermelho entre as murtas”. O cavalo vermelho representa a guerra e a destruição. Ele simboliza a ira de Deus sendo derramada sobre as nações que se opõem a Ele. É um aviso de que a justiça divina está prestes a ser executada.

As quatro pontas do chifre

No capítulo 1, versículo 18, Zacarias vê quatro chifres e pergunta ao anjo o que eles representam. O anjo responde que são os chifres que dispersaram Judá, Israel e Jerusalém. Os chifres simbolizam os poderes e nações que oprimiram o povo de Deus. Eles representam a opressão e a perseguição que o povo de Deus enfrentou ao longo da história. No entanto, o anjo também revela que esses chifres serão destruídos e o povo de Deus será restaurado.

O oleiro e o vaso

No capítulo 11, Zacarias recebe uma visão do oleiro e do vaso. O oleiro representa Deus, o Criador, e o vaso representa o povo de Israel. O vaso está quebrado, simbolizando a condição destruída e desolada do povo de Israel. No entanto, Deus promete restaurar o vaso e trazer cura e restauração ao Seu povo. Essa visão é um lembrete do poder de Deus para transformar e restaurar vidas e nações.

O galho de oliveira e os dois ramos de oliveira

No capítulo 4, Zacarias tem uma visão do candelabro de ouro e das duas oliveiras que estão ao lado dele. As oliveiras representam Zorobabel e Josué, líderes do povo de Israel na época. Elas simbolizam a unção e o poder de Deus sobre esses líderes para cumprir a Sua vontade. O candelabro de ouro representa a presença de Deus e a luz que Ele traz ao Seu povo. Essa visão é um encorajamento para o povo de Israel, mostrando que Deus está com eles e capacitando-os para cumprir a Sua obra.

O rolo voador

No capítulo 5, Zacarias tem uma visão de um rolo voador. O rolo representa a Palavra de Deus e a Sua lei. Ele voa sobre a terra, levando a mensagem de Deus para todos os povos e nações. Essa visão simboliza a universalidade da Palavra de Deus e a Sua autoridade sobre toda a humanidade. Ela também é um lembrete da importância de obedecer e seguir a Palavra de Deus.

O efa e a mulher sentada dentro dele

No capítulo 5, Zacarias tem uma visão de um efa, uma medida de grãos, e uma mulher sentada dentro dele. O efa representa a injustiça e a maldade que estão presentes na sociedade. A mulher representa a maldade personificada. Ela é colocada dentro do efa e a tampa é colocada sobre ela, simbolizando o julgamento e a punição que virão sobre a maldade. Essa visão é um aviso de que Deus não tolera a injustiça e a maldade e que Ele trará juízo sobre aqueles que praticam essas coisas.

O cavalo vermelho e o cavalo preto

No capítulo 6, Zacarias tem uma visão de quatro carros saindo de entre duas montanhas de bronze. Cada carro é puxado por cavalos de cores diferentes. O cavalo vermelho representa a guerra e a destruição, enquanto o cavalo preto representa a fome e a escassez. Essa visão é um lembrete de que a guerra e a fome são consequências do pecado e da desobediência ao Senhor. Ela também é um aviso de que Deus trará juízo sobre aqueles que se rebelam contra Ele.

O ramo de figueira

No capítulo 3, Zacarias tem uma visão de Josué, o sumo sacerdote, diante do anjo do Senhor. O anjo ordena que tirem as vestes sujas de Josué e lhe dêem vestes limpas. Em seguida, o anjo coloca um turbante limpo na cabeça de Josué. Essa visão simboliza a purificação e a restauração do sumo sacerdote e do povo de Israel. Ela é um lembrete do perdão e da graça de Deus, que restaura aqueles que se arrependem e se voltam para Ele.

A cidade sem muros

No capítulo 2, Zacarias tem uma visão de Jerusalém sem muros. Essa visão simboliza a proteção e a segurança que Deus proporciona ao Seu povo. Ela é um lembrete de que a segurança não está nas fortalezas e nas muralhas, mas sim na presença e na proteção de Deus. Essa visão também é uma promessa de que Deus irá restaurar Jerusalém e trazer paz e prosperidade à cidade.

O manancial aberto

No capítulo 13, Zacarias profetiza sobre um manancial aberto para purificar o pecado e a impureza. Esse manancial representa o perdão e a purificação que Deus oferece ao Seu povo. Ele é um convite para que todos se arrependam e busquem a Deus, pois Ele está pronto para perdoar e restaurar. Essa profecia aponta para a vinda de Jesus Cristo, que se tornou o sacrifício perfeito para a purificação dos pecados.

O dia do Senhor

No livro de Zacarias, encontramos várias referências ao “dia do Senhor”. Esse dia é um período de juízo e vindicação divina. Ele é um tempo em que Deus irá julgar os ímpios e recompensar os justos. O “dia do Senhor” também é um lembrete de que Deus é o soberano sobre todas as coisas e que Ele irá estabelecer o Seu reino de justiça e paz. Essa referência ao “dia do Senhor” nos lembra da importância de estarmos preparados e vivermos de acordo com os princípios de Deus.

A restauração de Israel

Um tema recorrente no livro de Zacarias é a restauração de Israel. Deus promete trazer o Seu povo de volta à terra prometida, restaurar a cidade de Jerusalém e abençoar abundantemente o Seu povo. Essa promessa de restauração é um lembrete do amor e da fidelidade de Deus para com o Seu povo. Ela também aponta para a vinda do Messias, que irá trazer a salvação e a restauração completa para Israel e para todas as nações.

Em conclusão, o livro de Zacarias está repleto de símbolos proféticos que transmitem mensagens e revelações divinas. Esses símbolos nos lembram do poder e da soberania de Deus, da importância da obediência à Sua Palavra e da promessa de restauração e salvação. Ao estudarmos esses símbolos e compreendermos o seu significado, somos enriquecidos espiritualmente e fortalecidos em nossa fé.