O que é: Samaria e sua história bíblica?

O que é Samaria?

Samaria é uma cidade antiga localizada na região central de Israel, na região montanhosa da Palestina. Ela desempenhou um papel significativo na história bíblica e foi a capital do Reino de Israel durante o período do Antigo Testamento. Samaria também é mencionada em várias passagens do Novo Testamento, principalmente nos evangelhos.

A história bíblica de Samaria

A história de Samaria remonta aos tempos bíblicos, quando foi fundada pelo rei Omri por volta do século IX a.C. Após a morte de Salomão, o reino unificado de Israel se dividiu em dois: o Reino de Israel, com Samaria como sua capital, e o Reino de Judá, com Jerusalém como sua capital.

Samaria foi governada por uma série de reis, alguns dos quais foram considerados ímpios e desobedientes aos mandamentos de Deus. Isso levou à queda do Reino de Israel e à destruição de Samaria pelos assírios em 722 a.C. Os assírios conquistaram a cidade e exilaram muitos dos habitantes de Samaria.

A importância religiosa de Samaria

Além de sua importância política e histórica, Samaria também desempenhou um papel significativo na religião judaica. A cidade era o centro do culto ao bezerro de ouro, uma prática pagã que desafiava os ensinamentos do Deus de Israel. Isso levou a conflitos religiosos e divisões dentro do Reino de Israel.

Após a queda de Samaria, a cidade foi repovoada por estrangeiros trazidos pelos assírios. Esses estrangeiros trouxeram consigo suas próprias crenças e práticas religiosas, o que resultou em uma mistura de cultos e religiões em Samaria. Isso causou tensões entre os judeus de Judá e os samaritanos, que eram considerados impuros e hereges pelos judeus.

As disputas entre judeus e samaritanos

A animosidade entre judeus e samaritanos era tão intensa que os judeus evitavam viajar pela região de Samaria, optando por rotas alternativas para evitar o contato com os samaritanos. Essa hostilidade é mencionada em várias passagens do Novo Testamento, como a parábola do bom samaritano, que destaca a importância da compaixão e do amor ao próximo, independentemente de sua origem étnica ou religião.

Os samaritanos também tinham suas próprias tradições religiosas e um lugar de culto no monte Gerizim, que rivalizava com o templo em Jerusalém. Essa rivalidade religiosa entre judeus e samaritanos persistiu por séculos e foi um dos fatores que contribuíram para a tensão entre as duas comunidades.

A redescoberta de Samaria

Após séculos de abandono, Samaria foi redescoberta por arqueólogos no século XIX. As escavações revelaram as ruínas da antiga cidade, incluindo palácios, templos e fortificações. Essas descobertas ajudaram a lançar luz sobre a história e a cultura da região durante os tempos bíblicos.

Hoje, Samaria é uma área disputada entre israelenses e palestinos, com assentamentos israelenses e comunidades palestinas coexistindo na região. A cidade continua a ser um local de importância histórica e religiosa, atraindo visitantes de todo o mundo interessados em explorar suas ruínas e aprender mais sobre sua história bíblica.

Conclusão

Em resumo, Samaria é uma cidade antiga que desempenhou um papel significativo na história bíblica. Ela foi a capital do Reino de Israel, palco de conflitos religiosos entre judeus e samaritanos, e foi destruída pelos assírios. Hoje, Samaria é uma área disputada e um local de importância histórica e religiosa. A história de Samaria nos ensina sobre as consequências da desobediência aos mandamentos de Deus e a importância da compaixão e do amor ao próximo, independentemente de suas diferenças religiosas ou étnicas.