O que é: Pedra angular, referindo-se a quem em Efésios?

O que é Pedra Angular, referindo-se a quem em Efésios?

A pedra angular é um termo utilizado na Bíblia para se referir a Jesus Cristo, o Filho de Deus. Em Efésios, a pedra angular é mencionada como sendo o fundamento da igreja, aquele que une e sustenta todos os crentes. Neste glossário, vamos explorar o significado e a importância da pedra angular no contexto do livro de Efésios.

A importância da pedra angular na construção

No contexto da construção, a pedra angular é a primeira pedra a ser colocada em uma edificação. Ela é fundamental para a estabilidade e solidez da estrutura, pois serve como base para todas as outras pedras. Sem uma pedra angular bem posicionada, a construção pode ficar instável e até mesmo desabar.

A pedra angular como metáfora em Efésios

Em Efésios, o apóstolo Paulo utiliza a metáfora da pedra angular para descrever o papel de Jesus Cristo na igreja. Assim como a pedra angular é essencial para a construção física, Jesus é essencial para a construção espiritual da igreja. Ele é o fundamento sobre o qual a igreja é edificada e a fonte de unidade e estabilidade.

A pedra angular como fundamento da igreja

Na carta aos Efésios, Paulo destaca a importância de Jesus Cristo como a pedra angular que sustenta a igreja. Ele afirma que os crentes são “edificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetas, sendo ele mesmo, Cristo Jesus, a pedra angular” (Efésios 2:20). Isso significa que a igreja é construída sobre a base da mensagem dos apóstolos e profetas, com Jesus como o elemento central e essencial.

A pedra angular como fonte de unidade

Além de ser o fundamento da igreja, a pedra angular também é a fonte de unidade entre os crentes. Paulo escreve em Efésios 2:14: “Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, na sua carne desfez a inimizade”. Jesus Cristo, como a pedra angular, quebra as barreiras que separam as pessoas e as une em um só corpo, a igreja.

A pedra angular como símbolo de solidez e estabilidade

Assim como a pedra angular confere solidez e estabilidade a uma construção, Jesus Cristo confere solidez e estabilidade à igreja. Em Efésios 4:14, Paulo escreve: “Para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente”. Jesus é a pedra angular que nos mantém firmes na fé, protegendo-nos contra as influências enganosas e nos guiando no caminho da verdade.

A pedra angular como exemplo de humildade e serviço

Em Efésios 5:2, Paulo exorta os crentes a seguirem o exemplo de Jesus Cristo, que é a pedra angular da igreja: “E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave”. Jesus demonstrou humildade ao se entregar como sacrifício por nós, e nós também somos chamados a demonstrar humildade e servir uns aos outros.

A pedra angular como fonte de sabedoria e revelação

Em Efésios 1:17, Paulo ora para que os crentes tenham “espírito de sabedoria e de revelação no pleno conhecimento dele”. Jesus Cristo, como a pedra angular, é a fonte de sabedoria e revelação espiritual. Ele nos capacita a compreender e viver de acordo com a vontade de Deus, revelando-nos os mistérios do seu reino.

A pedra angular como motivo de adoração e gratidão

Em Efésios 5:19-20, Paulo incentiva os crentes a adorarem a Deus e a expressarem gratidão por meio de cânticos e louvores: “Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração; dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo”. A pedra angular, Jesus Cristo, é digna de adoração e gratidão por tudo o que ele fez e continua a fazer por nós.

A pedra angular como fonte de salvação e reconciliação

Em Efésios 2:8-9, Paulo enfatiza que a salvação é um dom de Deus, recebido pela fé em Jesus Cristo: “Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie”. Jesus, como a pedra angular, é o meio pelo qual somos reconciliados com Deus e recebemos a salvação.

A pedra angular como exemplo de amor sacrificial

Em Efésios 5:25, Paulo exorta os maridos a amarem as suas esposas da mesma forma que Cristo amou a igreja: “Vós, maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela”. Jesus Cristo, como a pedra angular, é o exemplo supremo de amor sacrificial. Ele deu a sua vida pela igreja, demonstrando o amor incondicional e altruísta que devemos ter uns pelos outros.

A pedra angular como motivo de esperança e confiança

Em Efésios 1:12, Paulo escreve que os crentes foram “predestinados segundo o propósito daquele que faz todas as coisas, conforme o conselho da sua vontade”. Jesus Cristo, como a pedra angular, é o cumprimento das promessas de Deus e a garantia da nossa esperança e confiança. Nele, temos a certeza de que somos amados, perdoados e destinados a viver eternamente com Deus.

A pedra angular como motivo de louvor e adoração eterna

No livro de Apocalipse, encontramos uma visão do céu em que os redimidos estão diante do trono de Deus, louvando e adorando a Deus e ao Cordeiro, que é Jesus Cristo. Em Apocalipse 5:12, eles proclamam: “Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riquezas, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças”. A pedra angular, Jesus Cristo, é digna de louvor e adoração eterna por tudo o que ele é e por tudo o que ele fez.

A pedra angular como convite à fé e à entrega

Em Efésios 3:17, Paulo ora para que os crentes sejam “arraigados e fundados em amor”. Jesus Cristo, como a pedra angular, nos convida a sermos enraizados e fundamentados em seu amor, a confiar nele e a entregar completamente as nossas vidas a ele. Ele nos chama a viver em comunhão íntima com ele e a experimentar a plenitude da vida em sua presença.

A pedra angular como motivo de alegria e esperança

Em Efésios 1:3, Paulo escreve: “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiões celestiais em Cristo”. Jesus Cristo, como a pedra angular, é a fonte de todas as bênçãos espirituais que recebemos. Nele, encontramos alegria e esperança, sabendo que somos amados, perdoados e destinados a viver em comunhão eterna com Deus.

Em resumo, a pedra angular, referindo-se a Jesus Cristo em Efésios, é o fundamento da igreja, a fonte de unidade, solidez e estabilidade, o exemplo de humildade e serviço, a fonte de sabedoria e revelação, motivo de adoração e gratidão, fonte de salvação e reconciliação, exemplo de amor sacrificial, motivo de esperança e confiança, motivo de louvor e adoração eterna, convite à fé e à entrega, motivo de alegria e esperança. Que possamos reconhecer a importância e a centralidade de Jesus Cristo em nossas vidas e na igreja, e viver de acordo com a sua vontade e propósito.