O que é : Lugar Santo – Parte do tabernáculo e, posteriormente, do templo em Jerusalém.

O que é Lugar Santo – Parte do tabernáculo e, posteriormente, do templo em Jerusalém

O Lugar Santo é uma parte essencial do tabernáculo e do templo em Jerusalém. É um espaço sagrado onde ocorrem rituais e cerimônias religiosas. Neste glossário, exploraremos em detalhes o significado e a importância do Lugar Santo, bem como sua relevância histórica e espiritual.

Origem e Significado

O Lugar Santo tem suas raízes no Antigo Testamento da Bíblia, mais especificamente no livro de Êxodo. Deus instruiu Moisés a construir um tabernáculo, uma estrutura móvel que serviria como um local de adoração e comunhão com Ele. O Lugar Santo era uma das duas partes principais do tabernáculo, juntamente com o Santo dos Santos.

O termo “Lugar Santo” refere-se à santidade e pureza do local. Era um espaço consagrado onde apenas os sacerdotes podiam entrar para realizar seus deveres religiosos. O Lugar Santo era um lugar de reverência e adoração, onde os rituais e sacrifícios eram realizados para buscar a comunhão com Deus.

Descrição e Características

O Lugar Santo era uma sala retangular, medindo cerca de 10 metros de comprimento, 5 metros de largura e 5 metros de altura. Era dividido por um véu, conhecido como véu do santuário, que separava o Lugar Santo do Santo dos Santos. O véu era feito de tecidos finos e bordados com cores simbólicas.

Dentro do Lugar Santo, havia três móveis sagrados: a mesa dos pães da proposição, o candelabro de ouro e o altar de incenso. Cada um desses móveis tinha um propósito específico e simbolizava a presença e a comunhão com Deus.

A Mesa dos Pães da Proposição

A mesa dos pães da proposição era feita de madeira de acácia e revestida de ouro puro. Nela, eram colocados doze pães frescos, representando as doze tribos de Israel. Esses pães eram substituídos semanalmente pelos sacerdotes e, ao serem retirados, eram consumidos apenas por eles.

A mesa dos pães da proposição simbolizava a provisão de Deus para o povo de Israel e a comunhão entre Deus e Seu povo. Era um lembrete constante da fidelidade de Deus em suprir as necessidades de Seu povo e sustentá-los em todos os momentos.

O Candelabro de Ouro

O candelabro de ouro, também conhecido como menorá, era uma peça de mobiliário sagrado feita de ouro puro. Possuía sete braços com lâmpadas de azeite, que eram acesas diariamente pelos sacerdotes. O candelabro representava a luz divina e a presença de Deus no Lugar Santo.

A luz do candelabro simbolizava a sabedoria e a orientação de Deus para Seu povo. Era um lembrete constante de que Deus é a fonte de toda a luz e que Sua presença ilumina o caminho dos fiéis.

O Altar de Incenso

O altar de incenso era um móvel sagrado feito de madeira de acácia e revestido de ouro puro. Nele, eram queimados incensos especiais, produzindo uma fragrância agradável. O altar de incenso representava as orações e as petições do povo de Israel, que subiam como um aroma suave a Deus.

As orações oferecidas no altar de incenso eram um meio de comunicação entre Deus e Seu povo. Representavam a busca pela comunhão e a expressão da fé e da dependência de Deus. O aroma do incenso também simbolizava a aceitação das orações por parte de Deus.

Relevância Histórica e Espiritual

O Lugar Santo desempenhou um papel fundamental na história e na espiritualidade do povo de Israel. Era um local de encontro com Deus, onde os sacerdotes realizavam seus deveres religiosos e buscavam a comunhão com o divino. O Lugar Santo era considerado um espaço sagrado e reverenciado por seu significado espiritual.

A construção do tabernáculo e, posteriormente, do templo em Jerusalém, refletia a crença do povo de Israel na presença de Deus em seu meio. O Lugar Santo era o coração dessas estruturas, representando a comunhão e a adoração a Deus.

Conclusão

O Lugar Santo é uma parte essencial do tabernáculo e do templo em Jerusalém. É um espaço sagrado onde ocorrem rituais e cerimônias religiosas. Com sua descrição detalhada e significado espiritual, podemos compreender melhor a importância do Lugar Santo na história e na espiritualidade do povo de Israel.