O que é : Hierarquia angelical conforme a Bíblia?

O que é Hierarquia angelical conforme a Bíblia?

A hierarquia angelical é um conceito presente na tradição religiosa cristã que descreve a organização e a ordem dos anjos de acordo com a Bíblia. Acredita-se que os anjos sejam seres espirituais criados por Deus para cumprir diferentes funções e propósitos. A hierarquia angelical é composta por várias categorias de anjos, cada uma com suas próprias características e responsabilidades específicas.

Os diferentes níveis da hierarquia angelical

De acordo com a Bíblia, existem diferentes níveis na hierarquia angelical. Embora não haja uma lista específica de categorias de anjos mencionada nas Escrituras, alguns estudiosos e teólogos têm proposto diferentes classificações com base em passagens bíblicas e tradições religiosas. A seguir, apresentaremos algumas das categorias mais comumente mencionadas:

1. Arcanjos

Os arcanjos são considerados os anjos mais elevados na hierarquia angelical. Eles são mencionados em várias passagens bíblicas, como Miguel, Gabriel e Rafael. Cada arcanjo tem uma função específica, como proteger, anunciar mensagens divinas ou curar.

2. Querubins

Os querubins são descritos como seres com várias asas e múltiplas faces. Eles são frequentemente associados à presença de Deus e à proteção do Jardim do Éden. Na hierarquia angelical, os querubins são considerados como anjos de alta categoria, próximos aos arcanjos.

3. Serafins

Os serafins são mencionados no livro de Isaías e são descritos como seres com seis asas. Eles são conhecidos por sua adoração a Deus e por proclamar sua santidade. Os serafins são considerados anjos de alta categoria e estão próximos ao trono de Deus.

4. Anjos

Os anjos são a categoria mais comum de anjos na hierarquia angelical. Eles são mencionados em várias passagens bíblicas e são conhecidos por serem mensageiros de Deus e por cumprir suas ordens. Os anjos podem ter diferentes funções e responsabilidades, dependendo da vontade divina.

5. Principados

Os principados são considerados anjos de alta categoria, responsáveis por governar e proteger nações e grupos de pessoas. Eles são mencionados nas epístolas de Paulo e são vistos como líderes espirituais.

6. Potestades

As potestades são anjos que têm autoridade sobre as forças espirituais do mal. Eles são mencionados em várias passagens bíblicas e são responsáveis por combater as influências malignas no mundo.

7. Dominações

As dominações são anjos que têm autoridade sobre outros anjos. Eles são mencionados nas epístolas de Paulo e são vistos como governantes espirituais.

8. Tronos

Os tronos são anjos que estão próximos ao trono de Deus e são responsáveis por transmitir suas ordens. Eles são mencionados no livro do profeta Ezequiel e são vistos como seres de grande poder e glória.

9. Virtudes

As virtudes são anjos que têm a função de realizar milagres e prodígios. Eles são mencionados nas epístolas de Paulo e são vistos como portadores do poder divino.

10. Poderes

Os poderes são anjos que têm autoridade sobre as forças da natureza. Eles são mencionados nas epístolas de Paulo e são responsáveis por manter a ordem e o equilíbrio no mundo.

11. Anjos da Guarda

Os anjos da guarda são anjos designados para proteger e guiar indivíduos específicos. Eles são mencionados em várias passagens bíblicas e são vistos como protetores pessoais.

12. Anjos caídos

Os anjos caídos são anjos que se rebelaram contra Deus e foram expulsos do céu. Eles são mencionados em passagens bíblicas como Lúcifer e seus seguidores. Os anjos caídos são vistos como seres malignos e oponentes de Deus e dos anjos fiéis.

Conclusão

A hierarquia angelical conforme a Bíblia é um tema fascinante que nos permite compreender melhor a organização e a ordem dos anjos. Embora não haja uma lista definitiva de categorias de anjos mencionada nas Escrituras, a tradição religiosa cristã oferece diferentes classificações baseadas em passagens bíblicas e ensinamentos teológicos. Cada categoria de anjo na hierarquia angelical desempenha um papel importante na execução dos propósitos divinos. Ao explorar esse tema, podemos aprofundar nossa compreensão da espiritualidade e da fé cristã.