O que é : Herodiões e sua postura perante Jesus?

O que são Herodiões?

Os Herodiões eram um grupo de pessoas que apoiavam a dinastia de Herodes, o Grande, que governou a Judeia durante o período do Novo Testamento. Eles eram conhecidos por sua lealdade ao rei Herodes e por sua postura perante Jesus. Neste glossário, exploraremos quem eram os Herodiões e como eles se relacionavam com Jesus durante sua vida e ministério. Vamos mergulhar nesse assunto intrigante e descobrir mais sobre esses personagens históricos.

Quem eram os Herodiões?

Os Herodiões eram um grupo de pessoas que apoiavam a dinastia de Herodes, o Grande, e sua família. Herodes, o Grande, foi um rei que governou a Judeia durante o período do Novo Testamento, de 37 a.C. até sua morte em 4 a.C. Ele era conhecido por sua crueldade e por sua aliança com o Império Romano. Os Herodiões eram pessoas que se beneficiavam do governo de Herodes e eram leais a ele. Eles ocupavam posições de poder e influência na sociedade judaica da época.

Relação dos Herodiões com Jesus

A relação dos Herodiões com Jesus era complexa e controversa. Por um lado, eles eram parte do sistema de poder que se opunha a Jesus e sua mensagem de amor e justiça. Eles eram aliados do rei Herodes, que era conhecido por sua crueldade e por sua tentativa de matar Jesus quando ele era apenas um bebê. Por outro lado, há evidências de que alguns Herodiões estavam interessados em Jesus e em seu ensinamento. Por exemplo, no Evangelho de Lucas, há relatos de que alguns fariseus alertaram Jesus sobre os Herodiões, sugerindo que eles estavam interessados em sua mensagem.

Herodiões e a postura perante Jesus

A postura dos Herodiões perante Jesus era ambígua. Por um lado, eles eram parte do sistema de poder que se opunha a ele e que eventualmente o condenou à morte. Por outro lado, há indícios de que alguns Herodiões estavam abertos a Jesus e a sua mensagem. Por exemplo, no Evangelho de Marcos, há relatos de que Herodes Antipas, filho de Herodes, o Grande, ficou intrigado com Jesus e queria vê-lo realizar algum milagre. No entanto, essa curiosidade não era genuína e, no final, Herodes Antipas acabou sendo responsável pela crucificação de Jesus.

Herodiões e a crucificação de Jesus

A crucificação de Jesus foi o resultado de uma série de eventos e decisões políticas, e os Herodiões desempenharam um papel importante nesse processo. Herodes Antipas, filho de Herodes, o Grande, era o governante da Galileia e da Pereia durante o ministério de Jesus. Ele foi responsável por prender e julgar Jesus, após sua prisão pelos líderes religiosos judeus. No entanto, Herodes Antipas não encontrou nenhuma culpa em Jesus e o enviou de volta a Pilatos, o governador romano da Judeia. Pilatos, por sua vez, cedeu à pressão dos líderes religiosos e autorizou a crucificação de Jesus.

Herodiões após a morte de Jesus

Após a morte de Jesus, os Herodiões continuaram a exercer influência na Judeia. Herodes Antipas permaneceu no poder até 39 d.C., quando foi exilado pelo imperador romano Calígula. Seu sucessor, Herodes Agripa I, também era um Herodiano e governou com o apoio de Roma. No entanto, o poder dos Herodiões começou a declinar após a morte de Herodes Agripa I em 44 d.C. e, eventualmente, a dinastia de Herodes chegou ao fim com a queda de Jerusalém em 70 d.C.

Herodiões na tradição cristã

Na tradição cristã, os Herodiões são frequentemente retratados como inimigos de Jesus e seus seguidores. Eles são vistos como representantes do poder político e religioso que se opunha à mensagem de Jesus. No entanto, também há espaço para uma visão mais complexa dos Herodiões, reconhecendo que alguns deles podem ter sido influenciados por Jesus e sua mensagem. A tradição cristã também destaca a importância do perdão e da reconciliação, mesmo para aqueles que estavam envolvidos na crucificação de Jesus.

Conclusão

Neste glossário, exploramos quem eram os Herodiões e como eles se relacionavam com Jesus durante sua vida e ministério. Vimos que os Herodiões eram um grupo de pessoas que apoiavam a dinastia de Herodes, o Grande, e que ocupavam posições de poder e influência na sociedade judaica da época. Sua postura perante Jesus era ambígua, com alguns deles sendo aliados do sistema de poder que o condenou à morte, enquanto outros estavam abertos a sua mensagem. Os Herodiões desempenharam um papel importante na crucificação de Jesus e continuaram a exercer influência na Judeia após sua morte. Na tradição cristã, eles são frequentemente retratados como inimigos de Jesus, mas também há espaço para uma visão mais complexa de sua relação com ele.